Na Mídia

Centro dos Relógios Antigos no Reliquiano

Por Posted in - Na Mídia on outubro 27th, 2017 0 Comments relogios antigo conserto e restauração

O Centro dos Relógios Antigos é dedicado a revisão, conserto, restauração e comercialização de relógios antigos nacionais e importados. Ele foi fundado em 1971 por Baltazar Joaquim de Paula e Waldemar Lichtenfels.

Baltazar nasceu em Minas Gerais na cidade de São José da Barra. Ele chegou a São Paulo em 1959 e começou a trabalhar numa empresa de auto-peças instalando travas de direção contra roubo. Foi no final da década de 1960 que Baltazar conheceu Waldemar Lichtendels.

Waldemar havia trabalhado com publicidade e passou a se dedicar ao colecionismo de relógios antigos depois da aposentadoria. Com o tempo, começou a trabalhar com a restauração das caixas, evitando mexer nas máquinas. Foi justamente a necessidade de reparar a máquina de um relógio antigo que levou Waldemar a conhecer Baltazar.

Baltazar fez o conserto e a máquina ficou perfeita. Ele ganhou a confiança de Waldemar e viu a oportunidade de se dedicar a uma nova profissão. Fez um curso no Senai e, sempre que necessário, buscava o auxílio de outros relojoeiros para aprender as técnicas de reparo. Por prestar atenção, os relojoeiros gostavam de lhe ensinar.

Em 1971, Baltazar e Waldemar abriram em sociedade o Centro dos Relógios Antigos. Quando a loja foi aberta, São Paulo não tinha um lugar especializado nesse tipo de conserto e restauro, o que impedia que colecionadores e outras pessoas tivessem suas raridades em bom estado e funcionando. O Centro dos Relógios Antigos ganhou rapidamente a credibilidade e confiança dos clientes, passando a ser um ponto de encontro de colecionadores. No final da década de 1970, Waldemar, já idoso, se afastou do negócio. Desde então, Baltazar vem conduzindo a loja.

Segundo Baltazar, o conserto de um relógio antigo é extremamente minucioso. O relógio é inteiramente desmontado para que as peças sejam retificadas. Por se tratar de relógios antigos, únicos em alguns casos, a maior dificuldade é encontrar peças de reposição. Não havendo a peça, o Centro confecciona uma sob medida. Segundo Baltazar, o ideal é que um relógio antigo seja revisado de três em três anos para manter as engrenagens em ordem. Quando o conserto do relógio não é possível, Baltazar aconselha que ele seja guardado como uma lembrança.

 

Relógio Antigo de coluna inglês do início do século XX.

Relogios Antigos restauração carrilhão

O relógio está em processo de revisão da máquina.

Relógio de coluna inglês do início do século XX

Relógios Antigos restauração Carrilhão Lateral

O relógio está em processo de revisão da máquina.

Relógio de coluna inglês do início do século XX

Relógios Antigos restauração Carrilhão pesos

O relógio está em processo de revisão da máquina.

 

Relógios Antigos de parede

Relógios Antigos restauração relógios de parede

 

Relógio alemão Gustav Becker do início do século XX

Relógios Antigos restauração carrilhão 3 pesos

O relógio está passando por um processo completo de restauração.

Relógio francês de lareira com duas ânforas

Relogios Antigos restauração relógio francês

Relógio francês de lareira com duas ânforas. Final do século XIX.

 

Artigo postado originalmente no site https://reliquiano.com/

Comments are closed.